, de de

Fazendeiro é multado por desmatar área de conservação no Parque Nacional das Emas

A devastação aconteceu em uma área de 302 hectares

Após conclusão da investigação a respeito de desmatamento ocorrido às margens do Parque Nacional das Emas, o proprietário de uma fazenda foi multado em R$602 mil, por ter usado tratores para desmatar a área. O crime aconteceu na divisa de Goiás com Mato Grosso Sul e vinha sendo investigado Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).


Em julho de 2022, homens do Mato Grosso apresentaram documentação que supostamente autorizava a retirada das árvores, porém o texto consta que era uma área ocupada, embora se trate de uma região de preservação ambiental. E, quem realizou o processo autorizando o desmatando, omitiu diversas informações a respeito da importância ecológica da região. 


Na época, supôs-se que a área desmatada era equivalente a 50 campos de futebol, porém a perícia constatou que a devastação aconteceu em 302 hectares, que são pouco mais de 70 campos de futebol. O local é avaliado como corredor ecológico, onde diversas espécies de animais transitam. 


Os tratores que haviam sido apreendidos para a investigação já foram devolvidos ao fazendeiro. O valor da multa será usado para reparação de danos ambientais.