, de de

Mulher é presa suspeita de se passar por agente e enganar fazendeiros em Goiás

A Polícia ainda não sabe quantos foram enganados, mas as investigações continuam.

Imagem: Reprodução/TV Anhanguera

Uma mulher de 32 anos foi presa suspeita de se passar por fiscal ambiental para cobrar propina de fazendeiros em Goiás. As investigações apontaram que ela se passava por funcionária da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad). A mulher entrava em contato com as vítimas por telefone e pedia dinheiro para evitar que a fiscalização fosse até a propriedade rural.

A mulher foi presa na última quarta-feira (9), em Goiânia, depois que policiais militares, por meio do Batalhão Ambiental, se passaram por um fazendeiro e marcaram um encontro com a investigada. 

Segundo o superintendente de proteção ambiental e desenvolvimento sustentável da Semad, Robson Santos, as investigações começaram depois que um fazendeiro de Jussara, na região noroeste do estado, desconfiou da golpista e avisou a secretaria. Nessa caso, ela pediu cerca de R$ 4 mil ao fazendeiro, conforme as investigações.

''Se, por exemplo, daqui dois meses vier a fiscalização do Ministério Público para lá, aí a gente faz outro relatório como se lá estivesse tudo dentro das normas exigidas”, disse a investigada. Em outro trecho, a investigada cita o sistema como se tivesse acesso.

A Polícia Civil ainda não tem informações de quantos fazendeiros foram enganados pela mulher, mas as investigações seguem em andamento. 


#Com informações do G1-Goiás